Então resolvi me divertir e gozar os prazeres da vida

Mas descobri que isso também é ilusão. Cheguei à conclusão de que o riso é tolice e de que o prazer não serve para nada.

Procurei ainda descobrir qual a melhor maneira de viver e então resolvi me alegrar com vinho e me divertir.

Pensei que talvez fosse essa a melhor coisa que uma pessoa pode fazer durante a sua curta vida aqui na terra. Realizei grandes coisas. Construí casas para mim e fiz plantações de uvas.

Plantei jardins e pomares, com todos os tipos de árvores frutíferas.

Também construí açudes para regar as plantações.

Tive mais gado e mais ovelhas do que todas as pessoas.

Também ajuntei para mim prata e ouro dos tesouros dos reis e das terras que governei.

Homens e mulheres cantaram para me divertir, e tive todas as mulheres que um homem pode desejar.

Sim! Fui grande. Fui mais rico do que todos os que viveram antes de mim, e nunca me faltou sabedoria.

Consegui tudo o que desejei. Não neguei a mim mesmo nenhum tipo de prazer.

Eu me sentia feliz com o meu trabalho, e essa era a minha recompensa.

Mas, quando pensei em todas as coisas que havia feito e no trabalho que tinha tido para conseguir fazê-las, compreendi que tudo aquilo era ilusão, não tinha nenhum proveito.

Era como se eu estivesse correndo atrás do vento.


A vida é maravilhosa e cada minuto vale a pena. Saiba mais…

Anúncios

10 respostas em “Então resolvi me divertir e gozar os prazeres da vida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s